sábado, 19 de junho de 2010

MEUS PENSAMENTOS DESORDENADOS,
NÃO CONSEGUEM RESUMIR MEUS PASSOS,
POIS CAMINHO SEM DESTINO ALGUM.
MEU OLHAR SE PERDE
NOS DESEJOS DO AMOR QUE SINTO,
INCONTROLAVEL AMOR POR ESTA MULHER.
A SOLIDÃO AÇOITA MEU PEITO,
E CHORO PELOS CANTOS DO MUNDO,
ONDE MILHARES DE PAIXÕES REGAM A HUMANIDADE.
DE TRISTEZA MINHAS LÁGRIMAS SOLUÇAM,
ENCHARCANDO TODO MEU ROSTO.
ESSE AMOR TOMOU CONTA
E TRANSBORDA POR ENTRE MINHA ALMA.
SÓ QUE NÃO TENHO O AMOR DELA...
ENTÃO CAMINHO... CAMINHO...
/VOU POR AÍ, SEM DESTINO, SEM LUGAR CERTO.
E VOU... AMANDO... MESMO SEM SER AMADO...
VELEJANDO POR ENTRE MARES,
TRILHANDO POR LUGARES ESTRANHOS...
NA BAGAGEM POUCAS ROUPAS,
MAS NO BOLSO EU TRAGO O RETRATO DELA!
AUTOR - JOÃO BATISTA BARBOSA -
MIMOSO DO SUL ES COD. 0089.0089 ES
CELULAR 99692488 MSN papelariab@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário